domingo, 2 de novembro de 2008

BENNY HINN: UM CATÓLICO MÍSTICO

Este artigo foi por mim traduzido do site Jesus is Savior, é de autoria de Joseph Chambers da Paw Creek Ministries. Título original: Benny Hinn - Catholic Mystic

O mundo de Benny Hinn é um estranho e confuso mundo. Ele se ajusta perfeitamente na categoria de um sacerdote católico carismático distribuindo obediência e superstição mística.
O ministro da “Personal Freedom Outreach” descreve Benny Hinn em três horas de vídeo apresentando-o como um “santo dos santos” dos tempos atuais, um “ponto de contato” para o poder da unção de Deus, tanto como um padre católico era apresentado assim durante a era das trevas.” (The Confusing World of Benny Hinn, Fisher and Goedelman, p. 79). Ele também sugere que ele está se tornando um tipo de “papa carismático”.
Há uma série de graves problemas do mundo de Benny Hinn, mas nada é mais perigoso do que seu estilo e teologia católicas. Katrhyn Kuhlman foi claramente a primeira carismática a unir idéias católicas com o suporte de práticas pentecostais. Benny Hinn considera a si mesmo um benfeitor e seguidor do misticismo de Kuhlman. Oral Roberts disse nas três horas do vídeo de Hinn: “Eu via Katrhyn Kuhlman como incomparável, implicando que Hinn é tão grande quanto ela.” Roberts então falou de si mesmo como tendo o poder de Deus: “...na sua mão direita. De Hinn: sua unção “enche o lugar... com um nível mais elevado que ele tem obtido.”

Benny Hinn e a confusão católica
Não há organização na face da Terra mais demoníaca do que a ICAR com sua religião de mistérios de ensinos pagãos e doutrinas de demônios. Porém, Hinn orgulhosamente declara:
“Minha formação, é claro, era católica, pois freqüentava uma escola católica em Haifa,Israel. E assim, minha mentalidade basicamente é uma mentalidade católica. Quando eu nasci de novo, eu era católico em meu proceder. Eu era muito católico em minhas idéias, em minha obediência.” (Christianity Today, Sept. 3, 1991.)

De fato, o misticismo tem acompanhado seu ministério e de acordo com as suas obras, tem feito assim desde a primeira vez em que ele pregou publicamente, no mesmo estilo de um místico medieval.
Benny Hinn disse pessoalmente a dois repórteres do Toronto Globe and Mail em um artigo datado de 25 de dezembro de 1976 sobre seu primeiro pronunciamento público. Isto ocorreu supostamente em 7 de dezembro de 1974, na Trinity Pentecostal Church em Oshawa.
Suas palavras foram:
“Eu levantei minhas mãos para orar e as 100 pessoas que estavam presentes caíram ao chão. Foi quando me dei de conta de meu tremendo poder.”
Esse tipo de fenômeno acontece frequentemente em religiões místicas, cerimônias ocultistas e com gurus orientais, mas são totalmente ausentes nas Escrituras. As únicas vezes na Bíblia em que pessoas caem ao chão era quando Deus se manifestava ou um anjo aparecia a alguém pessoalmente.
Considerar uma pessoa tendo poder para derrubar outras no chão tem que se levar em consideração o fundamento e a ordem bíblica. Por que Deus daria poder a um homem ou mulher para isso? Se ele está a manifestar tal demonstração de Sua presença em Seus profetas ou profetizas, Ele vai fazer algo significativo, não uma bobagem. É algo perturbador pensar que minha alma seja usada por Deus para atingir pessoas aos milhares e então curar alguns punhados. O Deus das Santas Escrituras não faz coisas tolas e sem sentido. Este é o estilo do diabo, não do Pai dos céus.

Benny Hinn e a missa
A missa como uma celebração católica é um evento blasfemo. Ela propõe a constante morte do Senhor Jesus, como uma prática fetichista que o reduz a um Deus-refeição a ser comido em um ritual canibalesco. A idéia toda é subumana e representa uma religião que desce para superstição sanguinolenta. Não é de admirar que as doutrinas de Maria sejam necessárias para ajudar a constante morte do Redentor como sua co-redentora. Se o corpo e o sangue de Jesus devem ser oferecidos como uma morte constante, então Sua ressurreição é reduzida ao abandono e a ascensão de Maria torna-se a ponte para o seu futuro incerto. Mesmo o purgatório é necessário por causa do fraco Messias que ainda está sendo batizado em Sua morte diária. Esta é uma confusa e não bíblica imagem dEle.
Aparentemente, Benny Hinn ama essa confusão. Deixe-me citar um fato que foi recentemente mostrado no programa de TV de Paul Crouch (TBN):
“Em rede nacional de televisão, Hinn recentemente tomou parte numa experiência que deve levantar uma bandeira vermelha nas mentes de todos os cristãos. Enquanto descrevia uma comunhão católica em Amarillo no qual ele tomou parte, ele declarou que repentinamente se sentiu entorpecido, então sentiu alguém caminhar em direção a ele. A sensação tornou-se tão real que ele então a alcançou e tocou num manto que tinha “uma textura sedosa, uma beleza terna para um manto. ... A próxima coisa que eu tinha sentido era verdadeiramente a forma de um corpo, a forma de um corpo. E meu corpo... estava totalmente dormente... e Deus realmente tinha me dado uma revelação naquela noite, que então participamos da comunhão, isto não é somente comunhão. Estávamos compartilhando o próprio Jesus. Ele não disse, “tome, coma, isto representa o meu corpo.” Ele disse: “Isto é o meu corpo, partido por você ...” Quando você participa da comunhão você está compartilhando Cristo e sarando seu corpo. Quando você compartilha Jesus como você pode ficar fraco?...doente? ... E assim, naquela noite, compartilhamos da comunhão não compartilhamos um pão. Compartilhamos o que Ele disse que deveríamos compartilhar: “Este é o meu corpo”. (The Confusing World Of Benny Hinn, G. Richard Fisher and M. Kurt Goedelman, pp. 132-133, quoting Praise The Lord Show, Trinity Broadcasting network, December 27, 1994.)

Benny Hinn é claramente um católico místico invadindo igrejas carismáticas e evangélicas com doutrinas de demônios. A obra da cruz foi completamente finalizada. A fé verdadeira dos crentes da Bíblia não faz e não admite experiências religiosas místicas.
“..o justo viverá da fé.” (Gl 3:11). O apóstolo Paulo escreveu aos gálatas desse perigo. Ele chamou isso de “fascínio”, engano promovido pelo espírito de encantamento, quando tentamos adicionar nossa fé com o cerimonialismo carnal e o ritualismo.
"Ó insensatos gálatas! quem vos fascinou para não obedecerdes à verdade, a vós, perante os olhos de quem Jesus Cristo foi evidenciado, crucificado, entre vós? Só quisera saber isto de vós: recebestes o Espírito pelas obras da lei ou pela pregação da fé? Sois vós tão insensatos que, tendo começado pelo Espírito, acabeis agora pela carne? Será em vão que tenhais padecido tanto? Se é que isso também foi em vão."

Benny Hinn é um católico místico
A fé em nosso Senhor Jesus Cristo está sendo severamente testada nessas horas finais. Pessoas tem tido coceiras nos ouvidos e desejado ouvir mensagens suaves. É incrível o desejo por experiências esotéricas e por personalidades religiosas. Mais e mais pessoas não estão ficando satisfeitas com uma simples igreja que esteja centrada na Bíblia onde eles aprendem a verdade e se alimentam da Palavra de Deus. Ninguém é mais culpado por este estado de coisas do que os ministros. As igrejas verdadeiras não podem sobreviver sem a liderança do Espírito Santo. Alguns pensam que a igreja precisa de um reavivamento. Nessa atmosfera, um místico como Benny Hinn os pode suprir com uma falsa religião superior e apelar para o desejo do homem para que Deus possa ser conhecido. Hinn fala repetidas vezes de suas revelações que está obtendo de seu “deus”. Enquanto sua teologia está sempre mudando, suas falsas revelações são constantes. A maior parte das pessoas nem mesmo ouvem a implicação das suas doutrinas contanto que se sintam afetadas pelo impacto da experiência e derramem suas lágrimas.
O misticismo de Benny Hinn somente pode ser descrito como demoníaco. Sua habilidade em atacar aqueles que o expõem é tão rápida quanto suas revelações recebidas de Deus o que acaba confundindo a todos, para dizer o mínimo.
Ele tem confessado suas falsas doutrinas e prometido limpar sua teologia várias vezes, mas continua na mesma situação. Seus seguidores lidam com esses desvios do mesmo modo que os antigos babilônios lidavam com seu cruel deus que tinha que ser satisfeito pelos seus constantes sacrifícios e adoração. Seu poder sobre as multidões que vão a sua igreja, em suas grandes cruzadas e que o assistem pela televisão é assustador. Isto dá uma idéia de como será o controle do anticristo sobre as massas.
Parece que sua insanidade mística misturada com sua proclamada divindade tem o elevado a um nível de um mini-deus. Ele não pode ser descrito por qualquer termo mais adequado do que um religioso místico. Ele habilmente mistura sua herança oriental, seu pano de fundo católico e sua personalidade carismática com sua doutrina da prosperidade o apresentando como um intrigante showman de sucesso. Ele é claramente cativante para as massas.

As declarações de Benny Hinn: ele mente conscientemente?
Em um recente artigo publicado pelo reverendo Larry Thomas (The Inkhorn) há esse trecho:
“... o tele evangelista de cura pela fé tem bem documentada sua reputação por invenções, mascaramento, verdades torcidas, exageros e declarações errôneas. Acompanhando suas histórias normalmente elas conduzem a uma série de exageros que de nenhuma maneira podem estar na luz da verdade. Hinn falseou tudo de suas três histórias de conversões para a carreira política de seu pai, sua gagueira na juventude e um acidente de avião no qual ele disse que escapara sem um arranhão. (The Inkhom, August 1995, p. 13).

Benny Hinn aparentemente tem sérios problemas com sua credibilidade. Em seu livro “Bem Vindo Espírito Santo”, ele conta uma história de que foi convidado por um hospital católico enquanto pregava um reavivamento em Ontário, Canadá. Ele foi convidado para esta cruzada pelo pastor Ted Spring da Elim Pentecostal Tabernacle. Hinn declarou em seu livro:

“Eu recebi um convite especial da mãe do reverendo para ir a um hospital católico daquela área. Ela precisava conduzir-me ao serviço para pacientes – junto com outros três pastores pentecostais e sete padres católicos. A capela daquele grande hospital tinha aproximadamente 150 pessoas sentadas.” (Welcome Holy Spirit, Benny Hinn, p. 23 1.)

Hinn então conta uma história intrigante deste evento. Ele disse que a capela estava cheia de pessoas doentes, camas e pacientes em cadeiras de rodas e médicos e enfermeiras observando. Ele disse que tomou o controle e começou a ungir os ministros e padres com óleo e também ungir e orar pelos doentes. Ele disse que um padre do nada começou a “tontear” (significando o Espírito Santo) depois que ele (Hinn) o havia ungido. Ele disse que o hospital parecia que tinha passado por um terremoto e que todos estavam sob o poder do Espírito. (ibid. p.234). Ele citou a mãe do reverendo (nos seus termos) dizendo:
“Depois do serviço na capela, a mãe do reverendo perguntou, ‘Oh isto é maravilhoso. Você poderia vir agora e pôr as mãos em todos os pacientes nos quartos?’... Mais de cinqüenta médicos, enfermeiras, pastores pentecostais, padres e freiras juntaram-se neste time de ‘invasão milagrosa’ que encabeçamos nesse hospital.” (ibid.)
Hinn ainda declarou:
“...entramos no saguão... um por um, eles caíam sob o poder. De fato, quando começamos a orar por um senhor que estava fumando, ele caiu sob o poder com um cigarro aceso ainda na sua boca.” (ibid. p. 235).
Que história fascinante! O único problema é que a história parece ser uma total armação. O mesmo hospital fez uma declaração pública negando que a história de Hinn tenha ocorrido em suas dependências. Eles mesmos declararam.

“Nenhum evento como esse ocorreu no Hospital Geral. Sua afirmação tampouco pode ser encontrada através dos registros médicos nem pelo hospital. A alegada afirmação do senhor Hinn é grotesca e irresponsável.” (Quarterly Journal, Personal Freedom Outreach, July-Sept, 1995).

Está claro que Benny Hinn é um católico carismático do mesmo tipo da idade média. Nosso maior interesse deve ser alertar as pessoas sobre o engano desses tempos finais e ensinar a absoluta necessidade de cuidadosa fidelidade as Escrituras. O fenômeno Hinn não resiste em um ambiente centrado na Bíblia. Ele deve ser exposto!

Benny Hinn promove a senhora de Fátima
Hinn apareceu no famoso programa de TV de Larry King, o Larry King Live. King o desafiou a ir aos hospitais de leito em leito com seu poder de cura. Hinn disse que visita hospitais e quando ora pelas pessoas algumas são curadas e outras não. Ele então ofereceu a King esta explanação misturada com seus resultados: “Mas, veja você, o dom (de curar) não opera quando você precisa da ação dele. A unção deve ser lá (no hospital).”
A força motriz de seu ministério veio então o iluminar como ele disse a King: “Em uma cruzada – em um encontro quando eu estou ministrando, a unção de Deus vem a mim e é então que essas coisas acontecem.” Ainda uma pergunta se faz necessária: porque o Espírito Santo se limita a operar somente em reuniões carregadas de emoção? Hinn tenta nos provar que a unção vem e vai mas principalmente em arenas e centros de convenção. O conceito que Hinn tem é tomado de passagens como I João 2:24 (E a unção que vós recebestes dele, fica em vós).
Hinn então endossa o poder de cura divina dos relicários de Maria em Lurdes e Fátima. Ele disse a Larry King e a audiência: “Olhe, Deus nos deu, Larry, muitas fontes de cura. Olhe para Lurdes. Pessoas tem sido curadas indo a Lurdes e Fátima. Havia um poço, na Bíblia, o poço de Betesda, onde onde os anjos agitavam a água – pessoas eram também curadas. Assim Deus tem nos dado muitas vias de cura. Ele quer que sejamos curados.”

É perturbador ver Hinn pôr esses dois exemplos na mesma categoria dos eventos bíblicos. Deve ser também notado que na passagem em João 5, o homem foi curado por Jesus (Jo 5:12-13) e Betesda nunca é mencionada de novo depois desse capítulo. (é uma ruína arqueológica atual). Ademais, não há orientação perpétua para voltar lá para ter ajuda ou ser curado. Em Atos 3 o homem não é orientado a ir ao poço (que estava perto) mas a Cristo (At 3:6). Se a temporária misericórdia de Deus foi mostrada em Betesda foi finalizada na pessoa de Cristo. Mas o ponto é que há um universo de distância entre o que Lurdes e Fátima estão promovendo e o poço judeu de João 5. No poço de Bestesda ninguém estava sendo encorajado a tomar ensinos contrários a Palavra de Deus.

Traduzido de Jesus is Savior: http://www.jesus-is-savior.com/Wolves/benny_hinn-catholic.htm